Residência Médica

O que é?

A residência médica é uma modalidade de ensino de pós-graduação destinada a médicos, sob a forma de curso de especialização. A residência médica é considerada o “padrão ouro” da especialização médica. O Programa de Residência Médica, cumprido integralmente dentro de uma determinada especialidade, confere ao médico residente o título de especialista. A expressão “residência médica” só pode ser empregada para programas que sejam credenciados pela Comissão Nacional de Residência Médica.”

Estrutura Curricular

O residente realizará as atividades teórico/prático em instituições de saúde, sob a orientação de profissionais de elevada qualificação ética e profissional. O mesmo estará destinado a cumprir uma carga horária anual de 2880 horas dividido em 80% prática ou prático/teórico e 20% teórico.

Residência Médica na Fundação Pio XII

A Fundação Pio XII - Hospital de Câncer de Barretos é um Hospital de Ensino que atualmente disponibiliza de 82 vagas de residência médica por ano, devidamente credenciadas na Comissão Nacional de Residência Médica.

Contamos com os programas de Anestesiologia, Cancerologia Cirúrgica, Cancerologia Clínica, Cancerologia Pediátrica, Cirurgia de Cabeça e Pescoço, Endoscopia, Mastologia, Medicina de Família, Medicina Intensiva, Medicina Nuclear, Medicina Paliativa, Patologia, Radiologia e Diagnóstico por Imagem, Radioterapia e Transplante de Medula óssea.

Nossos médicos residentes são orientados por 206 preceptores, todos em regime de dedicação exclusiva à Fundação. Destes 47% título de Mestre ou Doutor. O processo seletivo é realizado pela Secretaria de Estado da Saúde, através de Seleção Pública para Residência Médica do Sistema Único de Saúde (SUS/SP).

 

Coordenador: Mário José Aguiar de Paula - Clique e confira o Lattes
Coordenador Adjunto: Cristina Prata Amendola - Clique e confira o Lattes
Coordenador Administrativo: Daniela Ribeiro Girardi

 

Abaixo, está discriminado o quadro de vagas no ano por especialidade. O quadro de vagas por especialidade está sujeito a mudanças (aumento), de acordo com aberturas de novos programas de residência

Nº de Vagas Total

Hematologia

Nº de Vagas 2

O que é Hematologia?
√ O especialista em Hematologia e Hemoterapia, após a conclusão do curso, será capaz de atuar de forma plena nas diferentes áreas da especialidade, compondo e liderando grupos multidisciplinares na condução de casos de pacientes com doenças hematológicas, desde a prevenção e diagnóstico, clínico e laboratorial, até o tratamento, utilizando os princípios da medicina baseada em evidências e também a atuar com hemoterapia, em todas as suas áreas de atuação, quer seja doação, transfusão, aféreses e terapia celular.

 

O Departamento de Hematologia na Fundação Pio XII – Hospital de Amor de Barretos
√ O Programa de Residência Médica em Hematologia e Hemoterapia tem início neste ano de 2021, tem duração de 24meses, com disponibilidade inicial de 2 vagas para residentes de primeiro ano e 2 vagas para residentes de segundo ano.
√ Durante o período da Residência Médica, o residente fará atendimentos supervisionados de pacientes portadores de doenças hematológicas benignas e malignas em ambiente de internação hospitalar e ambulatórios; fará estágio em Hemonúcleo com participação nos processos de triagem, coleta, armazenamento e distribuição de hemoderivados, bem como indicação e contraindicação dos mesmos e reações transfusionais; além disso irá desenvolver o conhecimento e a prática dos diversos métodos diagnósticos laboratoriais utilizados na especialidade.
√ Além disso, durante todo o ano, o residente participará das reuniões clínicas, multidisciplinares e científicas.

 

Coordenador: Isabela Assis de Siqueira
Coordenador adjunto: Iara Zapparoli Gonçalves

 

Médicos titulares do departamento de Hematologia do Hospital de Amor de Barretos
Gilberto de Freitas Colli
Iara Zapparoli Gonçalves
Nelson Siqueira de Castro
Isabela Assis de Siqueira

 

Duração do programa?
02 anos

 

Carga horária total: 5.760 horas, sendo distribuídos em 60 h/semanais.

 

Pré-Requisito
Residência Médica em Clinica Médica (2 anos) em instituição reconhecida pela Comissão Nacional de Residência Médica – CNRM/MEC.

Cancerologia pediátrica

Nº de Vagas 06

O que é Cancerologia Pediátrica?
√ Cancerologia pediátrica é a subespecialidade da Oncologia que se ocupa do tratamento das doenças proliferativas que acometem crianças.
A oncologia cirúrgica é uma das modalidades mais antigas no tratamento contra o câncer, figurando como um dos tripés para o tratamento da doença, ao lado da quimioterapia e da radioterapia. A cirurgia oncológica tem como objetivo principal a cura, mas também pode ser utilizada objetivando ganho de qualidade de vida para os pacientes e também serve como meio de diagnóstico em alguns casos específicos.

 

O Departamento de Cancerologia Pediátrica na Fundação Pio XII – Hospital de Amor de Barretos
O programa funciona desde 2011 e já formou cerca de 11 oncologistas pediátricos que hoje atuam em diversos estados da federação.
A nova unidade foi construída em um amplo terreno ao lado do complexo do Hospital de Amor de Barretos e inaugurada em 24 março de 2012. O projeto foi desenvolvido em padrões internacionais de arquitetura hospitalar, contando com a estreita colaboração de profissionais do St. Jude Children’s Research Hospital (o mais conceituado centro de tratamento oncológico pediátrico no mundo), dando origem a uma infraestrutura moderna, funcional e centrada na criança com câncer e seus familiares. Possui leitos para internação, ambulatórios, salas de infusão separadas por faixa etária, centro de reabilitação, centro de quimioterapia, laboratório de emergência, recepção, administração, serviços de apoio e pronto atendimento 24 horas.
O Residente realizará o programa nos seguintes departamentos:
• Enfermaria Oncologia Pediátrica
• Ambulatório Geral e Ambulatório Especializado em Oncologia Pediátrica (Cirurgias, Ortopedia, Tórax, Clinica Pediátrica, Cabeça e Pescoço) Oncogenética e Enfermaria Especializada Oncologia em Radiologia e Anatomia Patológica ;
• UTI Oncologia Pediátrica;
• Pronto Atendimento Especializado;
• Treinamento Citologia e Imunofetipagem;
• Salas Quimioterapia;
• Radioterapia;
• Diagnóstico Molecular e Cariotipo;
• Seminários em Biologia Molecular;
• Participação em Reuniões Institucionais com Hospital St Judes Children’s e UNIFESP – IMIP e Hospital Criança de Brasília

 

Coordenador: Anita Frisanco Oliveira
Coordenador adjunto: Bruna Minniti Mançano

 

Médicos titulares do departamento de Cancerologia Pediátrica do Hospital de Amor de Barretos
Ana Glenda Santarosa Vieira
Érica Boldrini Jamal Pereira
Luiz Fernando Lopes
Gisele Eiras Martins Jorge
Juliana Lanza Neves
Mário José Aguiar de Paula

 

Duração do programa?
02 anos

 

Carga horária total: 5.760 horas, sendo distribuídos em 60 h/semanais.

 

Pré-Requisito
02 anos de Pediatria

Cirurgia de cabeça e pescoço

Nº de Vagas 02

História do departamento de Cirurgia de Cabeça e Pescoço
√ A história da Cirurgia de Cabeça e Pescoço no Hospital de Amor Barretos (antigo Hospital de Câncer de Barretos) se confunde com a história do próprio hospital, uma vez que uma das primeiras cirurgias realizadas com princípios oncológicos no serviço foi para tratamento de um tumor de boca, realizada pelos cirurgiões Domingos Boldrini e Miguel Aborihan, no ano de 1968.
√ No ano de 2003, com chegada do Dr. Carlos Roberto dos Santos, vindo do departamento de Cirurgia de Cabeça e Pescoço do Hospital A.C. Camargo, foi então oficializado e estruturado o Departamento de Cirurgia de Cabeça e Pescoço.
√ Em 2010 teve início o programa de residência médica em Cirurgia de Cabeça e Pescoço, com duas vagas de residência credenciadas pelo MEC por ano, tendo em torno de 20 Cirurgiões de Cabeça e Pescoço já formados no serviço e atuando em diversas regiões do Brasil.
√ Atualmente o departamento é composto por cinco cirurgiões de cabeça e pescoço, três cirurgiões plásticos, radio-oncologistas, oncologistas clínicos e dermatologistas, todos com dedicação exclusiva, além de equipe multidisciplinar completa com serviços de odontologia, fonoaudiologia, nutrição e psicologia.

 

Números do departamento
√ Cerca de 80 cirurgias de médio e grande porte por mês;
√ Mais de 200 cirurgias ambulatoriais por mês;
√ Mais de 1200 atendimentos ambulatoriais mensais.

 

Principais características do programa de residência médica
√ Serviço credenciado pelo MEC e pela Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço;
√ Atendimento integral ao paciente com câncer de cabeça e pescoço, desde o diagnóstico, estadiamento e tratamento, até a reabilitação;
√ Ambulatório dedicado ao departamento, em sistema de workstation, o que propicia ambiente ideal para discussão dos casos atendidos;
√ Reuniões multidisciplinares (Tumor Board) semanais para discussão e tomada de decisão personalizada para cada caso;
√ Programação teórica com reuniões semanais para aulas, discussões de casos clínicos e artigos científicos;
√ Elevado volume de cirurgias de alta complexidade;
√ Contato direto com novas tecnologias em cirurgia de cabeça e pescoço, como cirurgias endoscópicas, uso de laser de CO2, uso de câmera de fluorescência para pesquisa de linfonodo sentinela, reabilitação de pacientes laringectomizados com prótese fonatória e planejamento virtual para ressecções e reconstruções complexas, entre outras;
√ Tratamento de tumores de cabeça e pescoço em pacientes pediátricos na Unidade Infantojuvenil;
√ Oportunidade de estágio optativo em renomados serviços de cirurgia de cabeça e pescoço, como MD Anderson (Texas) e Memorial Sloan Kettering Cancer Center (Nova Iorque).

 

Coordenador: Felipe de Souza Barros Correa
Coordenador adjunto: Renato de Castro Capuzzo

 

Médicos titulares do departamento de Cabeça e Pescoço do Hospital de Amor de Barretos
Carlos Gustavo Lemos Neves
Carlos Roberto dos Santos
Cleyton Dias Souza
Domingos Boldrini Junior
Maria Bianca Lopes Moreira Dias Souza
Ricardo Ribeiro Gama
Renato de Castro Capuzzo

 

Duração do programa?
02 anos

 

Carga horária total: 5.760 horas, sendo distribuídos em 60 h/semanais.

 

Pré-Requisito
02 anos de Cirurgia Geral

Endoscopia

Nº de Vagas 03

O que é Endoscopia?
√ Trata-se de uma especialidade médica que se ocupa de obter imagens médicas diagnósticas utilizando-se de um Endoscópio.
√ A endoscopia é realizada com endoscópios, que existem para o diagnóstico da mucosa de todo o trato gastrointestinal dos seres humanos. É com este equipamento que os médicos especialistas diagnosticam e fazem tratamento terapêutico na maioria das doenças gastrointestinais. São subdivididos em: endoscópios, colonoscópios, entre outros.
√ Com a evolução da tecnologia, hoje já é possível ganhar um aumento da imagem de até 100 vezes o tamanho normal, com a magnificação ótica, (ou zoom ótico) nos endoscópios e colonoscópios eletrônicos.

 

O Departamento de Endoscopia na Fundação Pio XII – Hospital de Amor de Barretos
√ O Departamento de Endoscopia funciona no Pavilhão Os Independentes, e mantém conexão com o centro cirúrgico para cirurgias de pequeno porte e radiologia intervencionista, esta disponível diariamente me nosso Hospital.
√ O programa de residência médica em Medicina Endoscopia é credenciado pelo MEC desde 2014, com o ingresso de três residentes por ano e com mais de 09 profissionais formados.
√ Os procedimentos realizados englobam exames endoscópicos do aparelho digestivo: videoendoscopia, digestiva alta e colonoscopia, colangiopancreatografia endoscópica retrógrada, retossigmoidoscopia, gastrostomias endoscópicos, inserção de próteses em esôfago, estômago, duodeno, colon, reto, vias biliares. Realizamos ainda procedimento em vias aéreas: broncoscopias diagnóstica e terapêutica e laringoscopia.
√ Com uma média de 614 exames/mês, funcionamos em caráter eletivo e de urgência, em conjunto com outras especialidades (disciplinas de cirurgia do aparelho digestivo alto e baixo, ginecologia, oncologia clínica, radiologia, radiologia intervencionista, radioterapia , nutrição e outros) visando melhor atendimento ao paciente. O voluntariado (AVCC- Associação Voluntaria de Combate ao Câncer) desenvolve um importante papel, com a realização de diversas atividades sócia recreativa, com os pacientes e acompanhantes.
√ Temos como estágio complementar, obrigatório, em Hospital Geral, parceiro da nossa Instituição, de 1 mês, ao final do primeiro ano de residência, e ao final do segundo ano, também por 1 mês, para complementação de endoscopia geral (com foco em endoscopia urgência e procedimentos não oncológicos).
√ Nosso Serviço, atualmente, também faz parte do Centro de Treinamento da Sociedade que rege nossa Especialidade, SOBED (Sociedade De Endoscopia Digestiva) (CET), no entando oferecemos as mesmas vagas já oferecidas pela prova de residência do MEC (3 vagas acima citadas), para o primeiro ano de residência.
√ Ainda oferecemos uma vaga de estágio (fellow), com duração de um ano, que está regida pela legislação da pós graduação latu-sensu do Hospital de Câncer, sendo um processo seletivo oferecido aos candidatos que já concluíram residência de endoscopia digestiva completa, ou estágio em um CET da SOBED.

 

Coordenador: Paula F R Botello
Coordenador adjunto: Kelly Menezio Giardina Oliveira

 

Médicos titulares do departamento de Endoscopia do Hospital de Amor de Barretos
Denise Peixoto Guimarães
Stéfano Baraldo Paraboli Silva
Paula Fortuci Resende Botelho
Gilberto Fava – Digestivo Alto Endoscopia

 

Duração do programa?
02 anos

 

Carga horária total: 5.760 horas, sendo distribuídos em 60 h/semanais.

 

Pré-Requisito
02 anos de residência concluída pelo MEC , em Clínica Médica ou em Cirurgia Geral.

Mastologia

Nº de Vagas 02

O que é Mastologia?
√ Mastologia é a especialidade médica dedicada ao estudo das glândulas mamárias. Assim, o mastologista é das mais diversas anormalidades que acometem as mamas.

 

O Departamento de Mastologia e Reconstrução Mamária do Hospital de Amor Barretos
√  O departamento de Mastologia e Reconstrução Mamária do Hospital de Amor (HA) Barretos, que apresenta importante projeção nacional e internacional e credenciamento junto ao “Breast Centres Network” como “Breast Unit – Full Member”, é constituído por 3 Mastologistas (TEMA) e 3 Cirurgiões Oncológicos (TECO), que trabalham em dedicação exclusiva institucional.
√ Anualmente, o departamento é responsável por cerca de 15 mil atendimentos, 1200 cirurgias, sendo 1000 de grande e médio porte (70% com técnicas oncoplásticas) e 200 de pequeno porte. O que representa oportunidade especial de prática de habilidades cirúrgicas para os médicos residentes.

 

Coordenador: Rodrigo Leite
Vice coordenador: Antonio Bailão Junior

 

Médicos titulares do departamento de Mastologia e Reconstrução Mamária do Hospital de Amor
Barretos
Natalie Gonçalves
Talita Aparecida R. Mendes
Raphael Luiz Haikel
Idam de Oliveira Junior

 

O Programa de Residência Médica em Mastologia
√  O Programa de Residência Médica em Mastologia do Hospital de Amor Barretos oferece anualmente duas vagas, com duração de dois anos. É credenciado pelo MEC desde 2011 e pela Sociedade Brasileira de Mastologia desde 2006.
√  O objetivo fundamental do Programa é a capacitação teórico-prática do médico residente na especialidade, além de estímulo à pesquisa.
√  O programa já formou cerca de 19 profissionais, até o ano de 2020.

 

Duração do programa?
02 anos

 

Carga horária total: 5.760 horas, sendo distribuídos em 60 h/semanais.

 

Pré-Requisito
Residência Médica em Cirurgia Geral ou em Ginecologia e Obstetrícia

Medicina de Família e Comunidade

Nº de Vagas 10

O que é Medicina de Família e Comunidade e Comunidade?
√ É a especialidade médica responsável por atender os problemas relacionados com o processo saúde-enfermidade, de maneira integral, contínua e sobre um enfoque de risco, no âmbito individual, familiar e comunitário.
√ A finalidade da especialidade é compreender e acompanhar o paciente por toda a sua vida, dentro de seu contexto e complexidades.
√ A Formação de Médicos Especialistas em Medicina de Família e Comunidade tem cenários próprios do Sistema Único de Saúde, por meio da integração da pessoa, família e da comunidade, desenvolvendo habilidades clínicas no modelo de estratégias de saúde de família.

 

O Departamento de Medicina de Família e Comunidade na Fundação Pio XII – Hospital de Amor de Barretos
√ O departamento de Medicina de Família e Comunidade do Hospital de Amor de Barretos é constituído por cerca de 16 médicos especialistas que se dedicam integralmente ao serviço;
√ A Fundação Pio XII – Hospital de Amor de Barretos é responsável por cinco (05) Postos de Saúde Pública na cidade de Barretos;
√ O programa de residência médica em Medicina de Família e Comunidade é credenciado pelo MEC desde 2017, com o ingresso de 10 residentes por ano, que acompanham o serviço durante dois anos;
√ O programa já formou aproximadamente 05 médicos de família até o ano de 2020;
√ A Metodologia de Avaliação do Programa é por meio de documentos para avaliação de desempenho do residente construído com os preceptores e equipe de avaliação institucional. A avaliação do programa será realizada pelos residentes e preceptores, ao final de cada semestre em questionários específicos. Os preceptores também serão avaliados ao final de cada semestre através de instrumentos específicos para esta finalidade.

 

Coordenador: Bráulio Pereira Barbosa dos Santos
Coordenador adjunto: Marcelo Augusto Simões Pinto Parra

 

Médicos titulares do departamento de Medicina de Família e Comunidade do Hospital de Amor de Barretos
Renato Cortez Pipa Rodrigues
Firas El Droubi
Laís Caroline de Almeida Paiva
Leonardo de Paula Almeida
Luciana de Andrade Areias
Luiz Augusto Batista Borges
Marcelo Gobbo Júnior

 

Duração do programa?
2 anos

 

Carga horária total: 5.760 horas, sendo distribuídos em 60 h/semanais.

 

Pré-Requisito
Acesso direto

Medicina intensiva

Nº de Vagas 02

O que é Medicina Intensiva?
√ A medicina Intensiva é uma especialidade médica dedicada ao suporte à vida ou suporte de sistemas e órgãos em pacientes que estão em estado crítico, que geralmente necessitam de um acompanhamento intensivo e monitorado.
√ Esta especialidade é exercida idealmente por médicos intensivistas com formação específica, embora frequentemente profissionais de outras especialidades como pneumologia e nefrologia atuem como plantonistas em diversas unidades.
√ Os cuidados intensivos geralmente são oferecidos apenas para pacientes cuja condição é potencialmente reversível e tem uma chance de sobreviver com o apoio de terapia intensiva.

 

O Departamento de Medicina Intensiva na Fundação Pio XII – Hospital de Amor de Barretos
√ O programa de residência médica em Medicina Intensiva é credenciado pelo MEC desde 2011, com o ingresso de dois residentes por ano. Além disso, o programa é credenciado pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira – AMIB.
√ A Unidade de Terapia Intensiva da Fundação Pio XII – Hospital de Amor de Barretos atende aos pacientes em tratamento nesta Instituição, sendo seu movimento de internação principal (75% dos casos), o acompanhamento pós-operatório dos pacientes submetidos a grandes cirurgias oncológicas do aparelho digestivo alto e baixo, neurocirurgias, cirurgias torácicas, ginecológicas e outras. Atende também (25% dos casos), casos clínicos com afecções relacionadas às neoplasias, ou ao tratamento das mesmas, inclusive neoplasias hematológicas e transplante de medula óssea.
√ Possui corpo clínico próprio, com especialistas da área titulado em Medicina Intensiva pela AMIB.
√ Recebe suporte dos especialistas de cada área da Oncologia, assim como assistência de equipe nefrológica, fisioterápica, nutricional, fonoaudiológica e farmacêutica.
√ Possui 20 leitos e está equipada com respiradores microprocessados Benett 8400, monitorização não invasiva e invasiva, cateter de artéria pulmonar com medida de débito cardíaco continuo, sistema Vigileo e ultrassonografia.
√ Conta com modernos serviços de imagem, como tomografia computadorizada, ressonância nuclear magnética, medicina nuclear, além de ultrassonografia, ecocardiografia e endoscopia. Realiza anualmente simpósio em sua área de atuação, buscando novos conhecimentos para o serviço e difundindo sua experiência em tratamento intensivo. Tem participação ativa na área de pesquisa.

 

Coordenador: Luciana Coelho Sanches
Coordenador adjunto: Gustavo Larsen Ciorlia

 

Médicos titulares do departamento de Medicina Intensiva do Hospital de Amor de Barretos
Bruna Minniti Mançano
André Luiz Tosello Penteado
Andréia Ribeiro Pereira Aguiar de Paula
Cristina Prata Amendola
Danielle Oliveira de Lima
Ulysses Vasconcelos Andrade e Silva
Samir Hassan Khatib
Rosana Ducatti Souza Almeida
Fernanda Aparecida de Magalhães Scuoteguazza
Fernanda Paula Endo Marques
Isaac Ferrari Del Favero

 

Duração do programa?
02 anos

 

Carga horária total: 5.760 horas, sendo distribuídos em 60 h/semanais.

 

Pré-Requisito
02 anos de Clínica Médica ou Cirurgia Geral ou Anestesiologia

Medicina nuclear

Nº de Vagas 05

O que é Medicina Nuclear?
√ A Medicina Nuclear é uma especialidade médica que utiliza elementos radioativos (radioisótopos) para realizar exames e tratamentos. A importância da especialidade cresce consideravelmente em todo mundo graças aos avanços tecnológicos e desenvolvimento de conhecimentos em biologia molecular. Hoje, a imagem funcional é ferramenta fundamental no diagnóstico oncológico, além de ser amplamente utilizada por outras especialidades, sobretudo pela Cardiologia e Neurologia.

 

O Departamento de Medicina Nuclear na Fundação Pio XII – Hospital de Amor de Barretos
√ O departamento de Medicina Nuclear do Hospital de Amor de Barretos realiza anualmente cerca de 22 mil exames e 300 terapias para os mais diversos tipos de câncer. Atualmente, o departamento possui quatro equipamentos utilizados na realização dos exames cintilográficos, denominados Câmaras à cintilação (popularmente conhecidas como Gama-câmaras). Todos são equipamentos digitais e possuem dois detectores cada, sendo que um deles tem a capacidade de realizar exames de tomografia computadorizada simultaneamente. Possui também um equipamento de PET-CT com o qual são realizados em média 1600 exames por ano. Além disso, o departamento possui certificação nível III na Organização de Acreditação Nacional (ONA).
√ A Residência em Medicina Nuclear do Hospital de Amor de Barretos é credenciada pelo MEC desde 2007, possui, atualmente, cinco vagas anuais e tem duração de 3 anos. Nesse período, o médico residente desenvolve atividades teóricas, direcionadas ao estudo dos conceitos físicos e fisiopatológicos que envolvem a especialidade, e práticas, que compreendem manipulação de radiofármacos, participação em cirurgias radioguiadas (especialmente na pesquisa de linfonodo sentinela), elaboração de laudos e administração de radioisótopos para tratamentos. As atividades são supervisionadas em tempo integral por médicos preceptores, especialistas em Medicina Nuclear.
√ Mesmo situada em um centro oncológico, a Residência proporciona ao especializando amplo treinamento em patologias benignas, com a realização de inúmeros estudos cardiológicos, pulmonares, neurológicos, renais e dos sistemas musculoesquelético e hepatogástrico. Para melhor formação dos futuros especialistas, a Residência possui também convênios com várias instituições nacionais e internacionais.
√ O programa de residência em Medicina Nuclear já formou em torno de 30 profissionais da área.

 

Coordenador: Caio Faber Vayego
Coordenador adjunto: Claudio Yoiti Inafuku

 

Médicos titulares do departamento de Medicina Nuclear do Hospital de Amor de Barretos
Caio Faber Vayego
Wilson Eduardo Furlan Matos Alves
Euclides Timóteo da Rocha

 

Duração do programa?
03 anos

 

Carga horária total: 8.640 horas, sendo distribuídos em 60 h/semanais.

 

Pré-Requisito
Acesso Direto

Medicina paliativa

Nº de Vagas 04

O que é Medicina Paliativa?
Cuidados Paliativos é o conjunto de práticas de assistência ao paciente portador de doença crônica, progressiva e ameaçadora da vida que visa oferecer dignidade e diminuição de sofrimento mais comum em pacientes terminais ou em estágio avançado de determinada enfermidade.
√ São cuidados providos por uma equipe multidisciplinar composta por médico, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, fonoaudiólogo, farmacêutico, biomédico, enfermagem, psicólogo, nutricionista e algum profissional ligado ao campo religioso.
√ A equipe deve ter como finalidade o alívio da dor, e maximização das habilidades funcionais remanescentes, fazendo com que assim o paciente tenha a maior autonomia e dignidade possíveis, para que ele possa, ao seu modo, se preparar para o fim da vida.

 

O Departamento de Medicina Paliativa na Fundação Pio XII – Hospital de Amor de Barretos
√ A Residência em Medicina Paliativa do Hospital de Amor de Barretos é credenciada pelo MEC desde 2013 e já formou cerca de 6 profissionais da área.
√ Situado em Hospital próprio com 50 leitos, que leva o nome de Hospital São Judas Tadeu focado na pratica humanizadora de cuidados paliativos, o Hospital São Judas Tadeu objetiva melhorar a vida do paciente e de seus familiares.
√ Com uma media de 750 pacientes ambulatoriais ao mês, cerca de 180 internações/mês e uma taxa de ocupação média de 90% e atendimento domiciliar com 45 pacientes em média, é um local onde pessoas buscam o bem estar e a qualidade de vida.
√ O voluntariado (AVCC- Associação Voluntaria de Combate ao Câncer) desenvolve um importante papel, com a realização de diversas atividades sócia recreativa, com os pacientes e acompanhantes.

 

Coordenador: Michelle Uchida Miwa
Coordenador adjunto: Luis Fernando Rodrigues

 

Médicos titulares do departamento de Medicina Paliativa do Hospital de Amor de Barretos
Everaldo Donizeti Costa
Fernanda Chistóforo Figueira
Sarita Nasbine Frassetto
Maria Salete de Angelis Nascimento
Juliana Beraldo Ciorlia

 

Duração do programa?
01 ano

 

Carga horária total: 2.880 horas, sendo distribuídos em 60 h/semanais.

 

Pré-Requisito
Residência em Anestesiologia, ou Clínica Médica, ou Geriatria, ou Medicina da Família e Comunidade, ou Oncologia Clínica, ou Medicina Intensiva, ou Neurologia, ou Cirurgia de Cabeça e pescoço, ou Cirurgia Oncológica, ou Nefrologia.

Patologia

Nº de Vagas 05

O que é Patologia?
√ O médico patologista é aquele que auxilia os outros médicos a realizar diagnósticos precisos e fundamentais na determinação da causa e extensão de doenças. A partir do diagnóstico realizado laudo anatomopatológico (estudo de peças cirúrgicas, tecidos e células medicamentos, cirurgias, radioterapia) é possível orientar o tipo tratamento e o prognóstico dos pacientes. A atuação do patologista inclui a necrópsia, citopatologia, histopatologia, imuno-histoquímica e biologia molecular. As funções são geralmente exercidas em laboratórios particulares, hospitais ou universidades (como pesquisadores e professores).

 

O Departamento de Patologia na Fundação Pio XII – Hospital de Amor de Barretos
√ O programa de residência médica em Patologia da Fundação Pio XII – Hospital de Amor de Barretos disponibiliza anualmente 2 vagas credenciada pelo MEC. O serviço possui um volume considerável de exames citológicos, punções aspirativas, anatomopatológicos, imuno-histoquímicos, peroperatórios (congelação) e de biologia molecular. Todos realizados em laboratório próprio, com tecnologia avançada e equipe qualificada. Atualmente, o laboratório tem uma média de 37.000 exames anatomopatológicos por ano e, por se tratar de serviço de referência, grande parte destes exames são de alta complexidade e/ou raros. Isto propicia uma oportunidade única na formação do patologista. Em relação aos exames colpocitológicos, o serviço realiza em média 117.000 exames por ano, incluindo citologias em meio líquido e convencionais.
√ No diagnóstico molecular contamos com testes de Citogenética e Medicina Personalizada, incluindo técnicas como Cariótipo, Hibridização in situ (FISH, DISH) e Reação em Cadeia da Polimerase (PCR).
√ O treinamento em necropsias é realizado no Serviço de Verificação de Óbitos vinculado à Fundação. Este serviço, iniciado em 2011, atende a Direção Regional da Saúde IX, uma região de cerca de 400 mil habitantes, com cerca de 200 autópsias por ano.
√ Nosso grupo de preceptores é composto por patologistas em regime de dedicação exclusiva. Durante o treinamento do residente, todas as atividades são supervisionadas e todos os casos discutidos com os mesmos; seja em ambulatório de punção aspirativa, sala de autópsia, centro cirúrgico (congelações) e em microscópio de múltiplos observadores.
√ Os residentes são estimulados a participar de reuniões anátomo-clínicas, cursos, congressos e também de projetos de pesquisa.

 

Coordenador: Monise Tadin Reis
Coordenador adjunto: Marcelo Cavalcanti da Cruz

 

Médicos titulares do departamento de Patologia do Hospital de Amor de Barretos
Cristielle Peres de Freitas
Vinicius Duval da Silva
Flávia Fazzio Barbin
Iara Viana Vidigal Santana
Eduardo Caetano Albino da Silva
Nei Soares de Menezes
Monise Tadin Reis
Maurício Eiji de Almeida Santos Yamashita
Graziela de Macedo Matsushita
Marcus de Medeiros Matsushita

 

Duração do programa?
03 anos

 

Carga horária total: 8.640 horas, sendo distribuídos em 60 h/semanais.

 

Pré-Requisito
Acesso Direto

Radiologia e diagnóstico por imagem

Nº de Vagas 08

O que é Radiologia e Diagnóstico por Imagem?
√ É uma especialidade médica que permite o diagnóstico de patologias, orientação do planejamento terapêutico e tratamento de algumas patologias por meio da aquisição de imagens por diversas tecnologias, tais como radiografia, mamografia, ultrassonografia, tomografia computadorizada e ressonância magnética.

 

O Departamento de Radiologia e Diagnóstico por Imagem na Fundação Pio XII – Hospital de Amor de Barretos
√ O programa de residência médica em Radiologia e Diagnóstico por Imagem é credenciado pelo MEC desde 2002, com o ingresso de oito residentes por ano, contabilizando cerca de 59 profissionais formados. Além disso, o programa é credenciado pelo Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem – CBR.
√ O objetivo do programa de residência médica em Radiologia e Diagnóstico por Imagem é formar especialistas capazes de promover atendimento centrado no paciente, com atuação em radiologia geral, nos diversos níveis do atendimento em saúde, valendo de conhecimentos clínico-radiológicos gerais nas diversas modalidades de exame (radiografia, mamografia, ultrassonografia, tomografia computadorizada e ressonância magnética).
√ O treinamento será realizado em radiologia geral e contrastada, ultrassonografia, mamografia, tomografia computadorizada, ressonância magnética, radiologia intervencionista, técnicas de exame, urgências e emergências. Além de emissão de relatórios sob supervisão, o programa de residência compreende outras atividades, como discussão de artigos científicos, reuniões multidisciplinares e estímulo para produção científica.
√ O Departamento de Radiologia e Diagnóstico por Imagem é composto por radiologistas que atuam exclusivamente na instituição e em diversas subespecialidades, como mama, pediatria, neurorradiologia, medicina interna e radiologia intervencionista.
√ O programa de treinamento é realizado no Hospital de Amor em Barretos, no Hospital Infantil e no Hospital Santa Casa de Barretos.

 

Coordenador: Marcelo Dimas Spadin
Coordenador adjunto: Carlos Augusto Guimarães Menezes

 

Médicos titulares do departamento de Radiologia e Diagnóstico por Imagem do Hospital de Amor de Barretos
Alexandre Araujo Zaparoli
Alexandre Oliveira Cecin
Ana Karina Nascimento Borges Junqueira Netto
Anapaula Hidemi Uema Watanabe
Carlos Eduardo Bezerra Cavalcante
Augusto Elias Mamere Rodrigo Ribeiro Rossini
Rodrigo Sampaio Chiarantano
Diogo André Taffarel – Radiologia intervencionista
Maurício Wagner Souto Ferraz
Maurício Gustavo Ieiri Yamanari
Fabiano Rubião Lucchesi – Radiologia Felipe Pinto Ireno
Fernanda Magalhães Pereira Souza
Fernanda Tarlá Lorenzi Ventura
Silvia Maria Prioli de Souza Sabino
Rafael Darahem de Souza Coelho
Renata Mendes Lacerda Fava
Nilton Onari
Maysa das Graças Ferreira Yamanari
Luís Marcelo Ventura
Leonir Terezinha Feltrin
Luis Antonio de Castro
Jane Camargo da Silva Santos Leonardo Henrique Braga
Marco Antonio Lopes Pinheiro

 

Duração do programa?
03 anos

 

Carga horária total: 8.640 horas, sendo distribuídos em 60 h/semanais.

 

Pré-Requisito
Acesso Direto

Radioterapia

Nº de Vagas 03

O que é Radioterapia?
√ Radioterapia é uma especialidade médica focada no tratamento oncológico utilizando radiação ionizante. Há duas maneiras de utilizar radiação contra o câncer:
Teleterapia: utiliza aceleradores lineares ou uma fonte de radiação externa com isótopos radioativos (césio, cobalto);
Braquiterapia: utiliza isótopos radioativos inseridos nos tecidos alvo dentro do corpo do paciente, onde a radiação é administrada.

 

O Departamento de Radioterapia na Fundação Pio XII – Hospital de Amor de Barretos
√ O programa de Residência em Radioterapia do Hospital de Amor de Barretos é reconhecido pela Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM/MEC) e Sociedade Brasileira de Radioterapia (SBRT) desde o ano de 2004, contabilizando em torno de 25 profissionais formados;
√ O objetivo do programa é proporcionar ao médico residente treinamento prático e teórico para o exercício da especialidade médica de rádio oncologia (radioterapia). É também objetivo do programa estimular o profissionalismo e comprometimento do médico com seus pacientes e colegas.
√ Considerando que a radio-oncologia é uma especialidade que envolve colaboração multiprofissional, durante todo o treinamento, o médico residente é estimulado a desenvolver ou aprimorar a capacidade de interação com outros especialistas e assumir as responsabilidades necessárias ao exercício de sua futura especialidade.
√ Envolvimento acadêmico e científico é fortemente recomendado em toda instituição e o residente deverá gradualmente envolver se no desenvolvimento, manutenção e atualizações dos protocolos departamentais e projetos científicos.
√ Ao final do seu treinamento, conforme normas da Sociedade Brasileira de Radioterapia (SBRT) e da Associação Médica Brasileira (AMB) o médico é submetido à avaliação nacional para obtenção do Título de Especialista em Radioterapia. Preocupado também com esta etapa da formação profissional, o residente será periodicamente submetido a avaliações teóricas e práticas durante sua formação.
√ O Departamento de Radioterapia do Hospital do Amor de Barretos possui 06 Aceleradores Lineares, 01 equipamento de braquiterapia de alta taxa de dose (“HDR – high dose rate”) e 01 Tomógrafo dedicado.
√ O Departamento realiza técnicas de Radioterapia Conformacional, IMRT, terapia em arco dinâmico, SBRT, Radiocirurgia e Radioterapia Estereotáxica Fracionada. Além de braquiterapia de alta taxa de dose (HDR), voltada para tumores ginecológicos, de próstata e de pele.

 

Coordenador: Laura Ercolin
Coordenador adjunto: Diego de Souza Lima Fonseca

 

Médicos titulares do departamento de Radioterapia do Hospital de Amor de Barretos
Alexandre Arthur Jacinto
Daniel Grossi Marconi
Danilo Nascimento Salviano Gomes
Rodrigo Gadia
Diogo Dias do Prado
Fábio de Lima Costa Faustino
José Carlos Zaparolli
Marcos Duarte de Mattos
Miguel Zapparoli Gonçalves

 

Duração do programa?
04 anos

 

Carga horária total: 11.520 horas, sendo distribuídos em 60 h/semanais.

 

Pré-Requisito
Acesso Direto

Transplante de medula óssea

Nº de Vagas 02

O que é Transplante de Medula Óssea?
√ O programa de residência médica na área de transplante de medula óssea (TMO) tem como objetivo geral capacitar o profissional médico nos atendimentos de todas as fases do transplante – pré, durante e pós-TMO.
√ Além disso, busca preparar o residente para indicar corretamente e, principalmente, para contraindicar o procedimento em situações de alto risco; busca capacitá-lo para reconhecer as principais complicações precoces e tardias e iniciar rapidamente os tratamentos específicos; e busca desenvolver o olhar do profissional para o longo prazo para que sejam adotadas medidas preventivas que possibilitem a melhora da qualidade de vida dos pacientes.
√ O treinamento dos médicos compreenderá também a avaliação dos doadores aparentados e não aparentados para que possam ser realizados procedimentos de coleta seguras de medula óssea e de células-tronco hematopoiéticas de sangue periférico.

 

O Departamento de Transplante de Medula Óssea na Fundação Pio XII – Hospital de Amor de Barretos
√ O programa funciona desde 2017. Foram formados até o momento 2 residentes, sendo 1 residente em TMO pediátrico e 1 residente em TMO adulto.
√ A residência médica em TMO tem duração de 12 meses. Neste período, o residente fará atendimentos supervisionados de pacientes internados nas enfermarias e no hospital-dia e também dos pacientes acompanhados nos ambulatórios. Haverá também um mês de estágio nos laboratório de HLA, laboratório de criobiologia e na sala de aférese. O residente também poderá fazer 1 mês de estágio optativo em serviço de TMO externo brasileiro ou estrangeiro de sua escolha.
√ Além disso, durante todo o ano, o residente participará das reuniões clínicas, multidisciplinares e científicas.

 

Coordenador: George Maurício Navarro Barros

 

Médicos titulares do departamento de Transplante de Medula Óssea do Hospital de Amor de Barretos
Angela Mandelli Venancio
Carlos Sitta Sabaini
Gisele Douradinho Texeira
José Eduardo Fernandes Godoy
Ligia Augusto Coraine
Lorena Bedotti Ribeiro
Neysimélia Costa Villela
Luiz Fernando Alves Lime Mantovani

 

Duração do programa?
01 ano

 

Carga horária total: 2.880 horas, sendo distribuídos em 60 h/semanais.

 

Pré-Requisito
Residência em Hematologia/Hemoterapia (TMO adulto)
Residência em Oncologia ou Hematologia pediátrica (TMO pediátrico)

Cirurgia Oncológica

Nº de Vagas 10

O que é Cirurgia Oncológica?
Cirurgia Oncológica é a especialidade médica que se ocupa do tratamento cirúrgico das patologias tumorais;
√ A Cirurgia Oncológica é uma das modalidades mais antigas no tratamento contra o câncer, figurando como um dos tripés para o tratamento da doença, ao lado da quimioterapia e da radioterapia. A cirurgia oncológica tem como objetivo principal a cura, mas também pode ser utilizada objetivando ganho de qualidade de vida para os pacientes e também serve como meio de diagnóstico em alguns casos específicos.

 

O Departamento de Cirurgia Oncológica na Fundação Pio XII – Hospital de Amor de Barretos
√ O programa funciona desde 2003 e já formou em torno de 100 oncologistas cirúrgicos que hoje atuam em diversos estados da federação.
√ No Hospital de Amor de Barretos é realizado uma média de 6.500 cirurgias/ano de alta complexidade divididas em diversas áreas de atuação do cirurgião oncológico:
• Cirurgia de Cabeça e Pescoço;
• Digestivo Alto;
• Digestivo Baixo,
• Ginecologia;
• Melanoma/Sarcoma;
• Mastologia;
• Tórax;
• Urologia;
• Além de inúmeros outro procedimentos ambulatoriais de âmbito cirúrgico.
√ Também são realizados cerca de 3.000 atendimentos ambulatoriais por dia proporcionando uma formação completa na especialidade para seus médicos residentes.

 

Coordenador: Fernando Ernesto Cruz Felippe
Coordenador adjunto: Ronaldo Luís Schmidt

 

Médicos titulares do departamento de Cirurgia Oncológica do Hospital de Amor de Barretos

 

Duração do programa
03 anos

 

Carga horária total: 8.640 horas, sendo distribuídos em 60h/semanais.

 

Pré-Requisito
02 anos de Cirurgia Geral

Cancerologia clínica

Nº de Vagas 12

O que é Cancerologia Clínica?
√ A Cancerologia, também chamada de Oncologia, é a especialidade médica que estuda os cancros (tumores malignos) e a forma de como essas doenças se desenvolvem no organismo, procurando seu tratamento.
√ Na oncologia atual é de suma importância o tratamento multidisciplinar, envolvendo médicos (oncologistas, cirurgiões, radioterapeutas, patologistas, radiologistas, etc.), enfermeiros, psicólogos, nutricionistas, fisioterapeutas, biomédicos, dentistas e muitos outros profissionais, devido à enorme complexidade da doença e suas diferentes abordagens terapêuticas.

 

O Departamento de Cancerologia Clínica na Fundação Pio XII – Hospital de Amor de Barretos
√ O programa funciona desde 2002 e já formou diversos oncologistas clínicos que hoje atuam em diversos estados da federação. E já formou 58 oncologistas clinicos.
√ É peculiaridade do programa a grande proximidade do Médico Residente e da Preceptoria nas suas atividades programáticas. Além disso, o Médico Residente terá a oportunidade de estar em contato com os diversos tipos de câncer de forma homogênea, já que terá preceptores dedicados a cada especialidade secundária em espaço físico conjunto em tempo integral (workstations). Faz parte do conteúdo programático, a atuação nos seguintes grupos:
• Grupo de Tumores da Mulher
• Grupo de Tumores Genitourinários
• Grupo de Tumores do Aparelho Digestivo
• Grupo de Tumores da Cabeça e Pescoço
• Grupo de Tumores do Tórax
• Grupo de Tumores do Tecido Conjuntivo
• Pele e Sistema Nervoso Central
• Unidade de Pesquisa Clínica.

 

Coordenador: Gustavo Sanches Faria Pinto
Coordenador adjunto: Matheus Navarro Godinho

 

Médicos titulares do departamento de Cancerologia Clínica do Hospital de Amor de Barretos
Arinilda Campos Bragagnoli
Caio Augusto Dantas Pereira
Carlos Eduardo Paiva
Cristiano de Pádua Souza
Daniel D`Almeida Preto
Domício Carvalho Lacerda
Fernanda Menezes Hassan
Flávio Augusto Ferreira da Silva
Flávio Mavignier Cárcano
Florinda Almeida Santos
Gustavo Dix Junqueira Pinto
João Neif Antonio Júnior
Josiane Mourão Dias
Marcelo Souza Drude
Marina Moreira Costa Zorzetto
Matheus de Navarro Guimaraes Godinho
Sérgio Vicente Serrano

 

Duração do programa?
03 anos

 

Carga horária total: 8.640 horas, sendo distribuídos em 60h/semanais.

 

Pré-Requisito
02 anos de Clínica Médica

Anestesiologia

Nº de Vagas 08

O que é Anestesiologia?
√ A Anestesiologia é a especialidade médica que estuda e proporciona privação ou alívio da dor e sensações ao paciente que realiza procedimentos médicos, como cirurgias ou exames diagnósticos, identificando e tratando alterações inesperadas das funções vitais.
√ Os Médicos Residentes estarão expostos a diversas condições do manejo do paciente a ser submetido ao procedimento anestésico, que estarão refletindo a realidade que possivelmente encontrarão quando egressos e no mercado de trabalho.

 

O Departamento de Anestesiologia na Fundação Pio XII – Hospital de Amor de Barretos
Nossa Residência Médica é desenvolvida em três anos, com acesso direto, seguindo as orientações da Comissão de Residência Médica e funciona desde 2017 e já formou em torno de 5 anestesiologistas.

 

As atividades práticas e teóricas acontecem no:
√ Hospital de Amor de Barretos – Fundação PIO XII;
√ Hospital Infantil de Amor de Barretos;
√ AME de Barretos;
√ Santa Casa de Misericórdia de Barretos;
√ E estágios externos em hospitais de referência.
A anestesiologia é uma especialidade está desenvolvendo cada vez mais como medicina perioperatória, com intuito de preparar melhor os pacientes no pré-operatório, manter ao máximo a homeostasia durante a cirurgia, e assim colher melhores resultados no pós-operatório. Dessa forma, o nosso programa foi criado com a intenção de formar o profissional completo e bem preparado para o mercado de trabalho, não só no campo teórico-prático, como também no campo ético e humanizado.
Desse modo, contamos com o apoio e dedicação do corpo clínico de 25 anestesiologistas para as discussões no manejo intraoperatório. Na parte prática, temos contato com praticamente todas as especialidades cirúrgicas e diagnósticas/terapêuticas, além de terapia intensiva e controle de dor. Os residentes participam desde o ambulatório pré-anestésico, cirurgias eletivas ambulatoriais até de alta complexidade, de todas as faixas etárias, incluindo também cirurgias de urgência/trauma e cirurgias obstétricas.
Valorizamos muito a parte teórica do programa, que se baseia em todos os tópicos do Programa de Residência Médica da Sociedade Brasileira de Anestesiologia. As aulas acontecem semanalmente, uma com ênfase teórica, separadas por cada ano de especialização e outra intitulada “Journal Club” em que ocorrem as discussões de casos clínicos e das principais publicações científicas atualizadas em anestesiologia, terapia intensiva e dor. Todos os residentes são convidados a participar de uma pesquisa que resultará em seu Trabalho de Conclusão de Curso. Portanto, faz parte da formação do residente a análise crítica de publicações corroborando a possibilidade futuramente de continuar os estudos no programa de pósgraduação na própria Fundação Pio XII – Hospital de Amor de Barretos.
Concluindo, o objetivo do nosso programa é formar o anestesiologista completo quanto ao conhecimento teórico, à experiência prática, ao trabalho ético e moral, sempre respeitando toda a equipe e paciente, e ao mesmo tempo conciliar o olhar humanizado e de acolhimento com os pacientes, proporcionando uma anestesia segura e de alta qualidade.

 

Coordenador: Daniella Semino Tavares
Coordenador adjunto: Fabrício de Souza Mishima

 

Médicos titulares do departamento de Anestesiologia do Hospital de Amor de Barretos
André Landi Peres Pereira
André Luís Valsecchi Casale
Bruno Landgraf Colucci
Camila de Angelis Colli
Cassiano Ramiro Veigas do Nascimento
Douglas de Souza
Eduardo Ribeiro Silveira
Fernanda Miranda Selotto
Gabriele Samara Garcia da Silva
Juliana Estima Rissi Polverini
Katiê Rachel Costa
Marina Assunção Valadares Milani
Marcelo Ferreira Vicentini
Marília Tassinari Gonçalves Preza
Maurice Jorge de Rosa
Neusa Tsuguie Onari
Nelson Domingues Madeira Júnior
Rodrigo Aparecido Gomes Pinho
Tessy Guimarães Resende Ferreira
Vitor Ferreira Belloti Nacif

 

Duração do programa?
3 anos

 

Carga horária total: 8.640 horas, sendo distribuídos em 60 h/semanais.

 

Pré-Requisito
Acesso Direto

Voltar para página anterior

Editais

Aberto

EDITAL N. 005/2022

fev 14, 2022

O Hospital de Amor de Barretos, torna público que realizará, na forma...
Leia Mais >>
Aberto

EDITAL N. 004/2022

out 21, 2021

O Hospital de Amor de Barretos, torna público que realizará, na forma...
Leia Mais >>
Aberto

EDITAL N. 003/2022

ago 06, 2021

PROCESSO DE SELEÇÃO PARA RESIDÊNCIA MÉDICA 2022 A Fundação Pio XII –...
Leia Mais >>

Calendário de Eventos

02 e 03 de Setembro | 2022

CPOM

VIII International Symposium on Translational Oncology

Seguindo com sua missão de formar pesquisadores e disseminar dentre estes e dentre oncologistas, residentes, alunos de pós-graduação e demais profissionais de saúde os principais temas oncológicos da atualidade, o Instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital do Câncer de Barretos (IEP) realizará o VIII Simpósio Internacional de Oncologia Translacional do Hospital de Câncer de Barretos.